Na Expo 2020 Dubai, FAMBRAS consolida o Halal como estilo de vida

A Expo 2020 Dubai teve início na última sexta-feira, 1º de outubro. Na exposição universal, os países mostram o que têm de melhor e debatem sobre diversos temas como combate à intolerância, inclusão social, sustentabilidade, entre outros. A cerimônia de abertura foi marcada pela mensagem de tolerância, união e esperança de um futuro melhor para todos.

Além de expandir ideias para projetos voltados à tolerância e sustentabilidade, a participação da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – FAMBRAS na exposição reforçou a importância do Brasil no mercado Halal. O presidente da Federação, Mohamed El Zoghbi, se reuniu com autoridades do Brasil e dos Emirados Árabes Unidos para discutir as relações comerciais entre os países.

O diretor de Relações Internacionais, Nizar Ghandour, e o diretor do setor industrial da FAMBRAS Halal, Dib El Tarras, também participaram da exposição e discutiram futuras oportunidades de inovação nos negócios.

 

Pavilhão do Brasil

O pavilhão do Brasil na Expo 2020 Dubai foi inaugurado pelo vice-presidente Hamilton Mourão. “O Brasil quer mostrar que é uma nação dedicada ao principal tema do século 21, que é a sustentabilidade”, disse o vice-presidente.

Mourão afirmou que o pavilhão será a vitrine internacional do Brasil pelos próximos seis meses para apresentar ao mundo os desafios, as conquistas e o potencial do País. Ele destacou a importância do espaço para promover relações comerciais estratégicas, bem como oportunidades de mercado e negócios, e garantiu que o local será palco para anúncios de novas iniciativas e parcerias que contribuirão para o desenvolvimento sustentável.

 

Fórum de Sustentabilidade

Paralelamente às atividades da exposição universal Expo 2020, a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira promoveu o Fórum de Sustentabilidade Econômica na Região Amazônica – Brasil e Emirados Árabes Unidos.

Representantes do Brasil e Emirados discutiram como atender o crescimento da demanda por alimentos no mundo e preservar o meio ambiente.

Durante o fórum, o presidente da FAMBRAS lembrou que o Brasil é um dos principais exportadores de Halal do mundo, e que o Halal já é sustentável.

“Hoje através do halal a gente pratica a sustentabilidade, sempre praticamos, desde o princípio, e continuamos praticando porque respeitando o meio ambiente é que a gente vai poder chegar a um mundo melhor, a um futuro melhor”, disse Mohamed Zoghbi.

Os produtos Halal seguem um padrão ético e moral de ações lícitas não só na alimentação, mas também no ambiente social, na conduta, na Justiça, nas vestimentas e nas finanças. É um mercado de crescimento constante por atrair pessoas do mundo todo que buscam o consumo consciente como estilo de vida.

Outro assunto de destaque durante o fórum foi o turismo Halal. A secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo do Brasil, Débora Moraes da Cunha Gonçalves, falou do interesse brasileiro em atrair turistas árabes e muçulmanos, assim como investimentos de empresários árabes em empreendimentos turísticos do Brasil.

Um plano nacional de preparação do setor de turismo do Brasil para receber os turistas muçulmanos já foi iniciado pela Câmara Árabe e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A FAMBRAS também está entre os parceiros do projeto para oferecer certificação Halal no turismo.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *