Brasil e países árabes

Com a entrada de Bolsonaro no governo brasileiro, muito se pensou que as relações com os países árabes seriam afetadas por conta da aproximação idealizada com Israel.

A ideia, porém, não corresponde à realidade. Os negócios com os árabes não param de crescer e representaram um superávit de US$ 6 bilhões no ano passado.

Para ler o artigo completo clique aqui

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *