Curso O Mundo Islâmico aborda conceito Halal e direito islâmico

Na manhã desta quinta-feira (13), o curso “O Mundo Islâmico: oportunidades e desafios para a agropecuária no Brasil” apresentou os módulos III e IV da programação, que trataram dos temas “Normas e princípios do Direito Islâmico e sua relação com o sistema jurídico internacional” e “O conceito Halal: certificações e regulamentos para os setores de alimentos e bebidas”, respectivamente.

A primeira palestra foi ministrada pelo Dr. Salem Nasser, doutor em direito internacional pela USP e professor da FGV Direito em São Paulo. Nasser lembrou que o Direito Islâmico, a Sharia, decorre da vontade divina e cobre todos os campos da vida – fé e culto; delitos e penas; relações familiares, sociais e comerciais; relações internacionais e ética islâmica. Pensando no público-alvo do curso, apontou como o direito islâmico se aplica no comércio internacional com alguns exemplos, além de tirar dúvidas dos participantes.

A coordenadora de qualidade da FAMBRAS HALAL, Elaine Carvalho, foi a responsável por levar aos alunos o conhecimento sobre produtos Halal, o processo e benefícios da certificação e as normas internacionais do mercado Halal. O tema chamou bastante a atenção dos participantes por se tratar de um mercado que cresce exponencialmente. Elaine ressaltou que o Halal não é destinado apenas aos consumidores muçulmanos e que o mercado vem crescendo, principalmente, pela garantia de segurança dos alimentos. Após a palestra, muitos produtores demonstraram interesse em se aprofundar mais no assunto e em obter a certificação Halal.

Os próximos módulos do curso acontecerão nos dias 20 e 25 de agosto e seguem com o objetivo de preparar os produtores do agronegócio brasileiro para atuar no mercado islâmico.

 

Dia 20/08 às 9h

V – O comércio internacional de alimentos e produtos Halal: oportunidades e desafios para o setor agropecuário;

VI – A política comercial do agronegócio brasileiro para países islâmicos;

 

Dia 25/08 às 9h

VII- Banca Islâmica e as principais características das finanças islâmicas;

VIII – Fundos soberanos de países Islâmicos: investimentos diretos e financiamentos para o agronegócio no Brasil.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *