A força do turismo no mundo árabe

Dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) preveem que o número de turistas internacionais vai chegar a 1,8 bilhão de pessoas por ano até 2030. Um levantamento do Departamento de Inteligência de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, mostra que a participação do Oriente Médio neste mercado pode subir dos atuais 6% para 8%, o que significa cerca de 150 milhões de visitantes anuais.

O mundo árabe reúne uma das maiores diversidades do mundo em se tratando de atrações turísticas. Mesmo em tempos de crise, destinos da região como Egito, Jordânia, Líbano, Tunísia e Marrocos reagem rapidamente por seu charme atemporal e pela hospitalidade de seus povos.

Assim como alimentos e outros bens de consumo, o turismo pode ser halal, ou seja, realizado seguindo tradições islâmicas. Muçulmanos praticantes gostam de tirar férias em lugares que respeitam suas crenças e atendam suas necessidades, como a oferta de alimentos halal em restaurantes e hotéis, acomodações que incluam salas de oração e resorts com estruturas segregadas para famílias em piscinas e praias. O gasto de muçulmanos em viagens foi estimado em US$ 177 bilhões em 2017 e a previsão é que esta movimentação chegue a US$ 274 bilhões em 2023, segundo o relatório State of the Global Islamic Economy.

Para ler a notícia completa clique aqui

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *