Cachorros quentes têm de mudar de nome na muçulmana Malásia

Os estabelecimentos de venda de comida da Malásia, país de maioria muçulmana, vão ter de rebatizar os cachorros quentes, caso contrário, correm o risco de lhes ser recusada a certificação halal.  Segundo o diretor da divisão halal do departamento do Desenvolvimento Islâmico, Sirajuddin Suhaimee, a medida foi adotada devido a queixas de turistas muçulmanos estrangeiros alegando que “os cães são considerados impuros e o seu nome não pode estar relacionado com a certificação halal”. “Quaisquer produtos ‘halal’ que deixem os consumidores confusos, nós temos de mudar”, explicou.

Muitos vendedores de rua e restaurantes halal vendem cachorros quentes na Malásia. Sirajuddin disse que a fiscalização será feita passo a passo ou seja, quando esses estabelecimentos renovarem a sua licença halal, válida por dois anos, junto do departamento.

Leia a matéria completa!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *